Ao longo do ano,  atividades culturais e educacionais gratuitas são oferecidas pelo Espaço Cultural Tangará Mirim direcionadas a comunidade do bairro Barro Branco, Mata de São João, Bahia.

A população que habita este bairro encontra-se em situação de vulnerabilidade social, sem acesso a transporte público (sendo 40 minutos a pé até a rodovia) e outros direitos e serviços que garantiriam melhor qualidade de vida. Tais condições engrossam as estatísticas que mantém o município da Mata de São João como líder no ranking de cidades com maior número de homicídios por arma de fogo (HAF) por 100 mil habitantes, segundo o Mapa da Violência 2016, primeiro colocado no Mapa da Violência no Brasil.

Com objetivo de contribuir com o desenvolvimento e a perspectiva de cidadania da população jovem do Barro Branco, em outubro de 2016 foi criado o Projeto Tangará Mirim de Musicalização: um curso de iniciação musical e prática orquestral para crianças e jovens entre 9 e 18 anos. As aulas acontecem no contra turno escolar, às terças e quintas, com duração de 2 horas, sendo 20 minutos disponíveis para o lanche oferecido pelo Tangará. O transporte oficial do Espaço busca e leva os alunos e alunas. Integram a equipe de educadores: Isilda Mendonça, coordenadora geral do Espaço, Luciano Afro, professor de música, Fernanda Verzinhassi, assessora, e Severino, motorista.

O Projeto foi implementado com o apoio do NEOJIBA – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (http://neojiba.org), que tem ampla experiência em integração social por meio da prática coletiva e de excelência da música com crianças e jovens em situações vulneráveis. O ensino de música de maneira coletiva propicia conhecimento e desenvoltura musical, possibilita também às crianças e jovens o aumento da concentração, valorização das regras e do silêncio, aumento da escuta e maior facilidade de trabalho em grupo, o que consequentemente tem um impacto positivo no seu desempenho e a sua socialização na escola.

Quer ser um voluntário? Tem um instrumento para doar? Gostaria de contribuir financeiramente com o projeto? Entre em contato conosco!

Voltar a página anterior